Nos trilhos

Texto e foto por Jucinei Pinheiro

A sensação é que a vida saiu dos trilhos. Estávamos seguindo viagem, seguindo a rota normalmente e, então, parece que a vida descarrilhou. Parece que algo fez com que a viagem parasse do nada. Por algum tempo ficamos sem rumo, atordoados, sem saber quando poderíamos continuar nossa jornada. Já faz um tempo que estamos assim, tivemos que voltar psra nossas casas, para nossa família, pro nosso eu.

Um tempo que nos fez desacelerar da correria e doideira que estávamos vivendo e que, muitas vezes, mesmo o trem estando nos trilhos, também nos sentíamos sem rumo. Agora, a viagem parece que está retomando, meio devagar mas já conseguimos sair do lugar. Um pouco receosos, pois o descarrilhamento foi duro e assustador.

Porém, nesse trem temos o melhor condutor, Ele que nos conduz. Ele sabia que o trem sairia do lugar e deixou isso acontecer. Não porque Ele não seria capaz de controlar a situação, mas porque Ele sabe o momento que devemos parar, pois se continuássemos naquele ritmo, naquela loucura, a coisa tomaria uma proporção ainda maior. E, talvez, o trem descarrilhasse de modo mais cruel.

O condutor sabe o que é melhor, quando é a hora de parar, mesmo tendo as vezes que tirar o trem dos trilhos. Porque se não for assim, Ele sabe que a gente só quer seguir, seguir… sem prestar atenção no que está a nossa volta. Não sabemos ainda se a viagem vai retomar como antes, mas sabemos que nós, os passageiros, já não somos mais os mesmos e que a viagem não será mais a mesma. Talvez o ritmo da viagem seja diferente, talvez aconteçam várias paradas e assim vamos reavaliando a rota para não ficarmos tão distantes como estávamos e até um pouco perdidos.

Que o nosso condutor seja Deus, que Ele sempre nos oriente e nos conduza na melhor rota.
Deixe que Ele nos guie! Tenha uma boa viagem!

Deixe um comentário